Archive for fevereiro \26\UTC 2011

Stgo do Chile – do aeroporto ao hotel

26/02/2011

Geralmente quando alguém me pede dicas sobre Santiago, como ir do aeroporto ao hotel é a no. 1 em pedidos. O Aeroporto Internacional Arturo Merino Benitez está a uma distância razoável do centro da cidade, 17 km.

A maneira mais econômica de chegar ao centro da cidade é o Turtransfer. Mas o transfer só é vantagem se você estiver sozinho ou no máximo acompanhado de mais uma pessoa. O percurso custa por volta de 10 dólares cada.

O táxi no Chile é baratíssimo, dá para usar sem medo também. Caso prefira algo mais seguro, passe direto pelos vários gentis homens que estarão esperando loucamente por você no desembarque e vá direto ao balcão dos taxis credenciados que deverá estar à sua frente à direita. Esse serviço custa em torno de 25 dólares.

Uma opção econômica é o ônibus CentroPuerto que vai até o Terminal Los Héroes (estação de metrô), o Tour Bus vai até o centro de Santiago. E estão também as vans TransVip e TransCity que chegam a diversos bairros da cidade. O bilhete pode ser comprado em guichês próximos à retirada da bagagem.

Open Tour no inverno – Paris

26/02/2011

Todas as fotos deste post foram tiradas desde o ônibus Open Tour da Cityrama entre 29 e 30 de dezembro de 2010.

O post sobre os ônibus panorâmicos que circulam por Paris é um dos campeões de visitas neste blog, motivo suficiente para escrever outro, desta vez com a experiência de usá-los durante o inverno parisiense.

Antes de chegar a Paris pensei que não seria interessante pelo frio e também por já conhecer a cidade. Me enganei. Mesmo no inverno continua sendo um ótimo lugar para ver a cidade sob outro ângulo e consegui r algumas fotografias incríveis. Para quem visita a cidade pela primeira vez diria até que é imperdível, já que dá uma dimensão melhor da beleza (de tirar o fôlego) da Cidade-luz.

É claro que há alguns inconvenientes. Pode chover (inacreditavelmente ninguém se move!). Os turistas resistem bravamente à intempérie :D. O frio é de rachar. Cachecóis, gorros e luvas (boas!) são essenciais.

Outro contra é a quantidade reduzida de ônibus circulando. O problema é que entre o Natal e o Ano Novo a cidade fica absurdamente LOTADA, afinal quem não quer passar o Reveillon em Paris? E os ônibus estão sempre cheios, faça frio, neve ou chuva.

No dia 02 de janeiro tudo começa a voltar ao normal e aí faz mais sentido a redução de ônibus… Não seria má idéia que a Cityrama aumentasse a circulação nessa semaninha natalina…